A Guerra dos Jotas – o prefácio possível

star wars(texto originalmente publicado a 7 de Maio de 2013 no Facebook)

“Citizens of the democratic societies should undertake a course of intellectual self-defense to protect themselves from manipulation and control, and to lay the basis for meaningful democracy.” 

(Noam Chomsky, Necessary Illusions)

*****

Fui buscar inspiração ao George Lucas. Afinal de contas, o “incidente” da madrugada do Dia do Trabalhador (alta ironia) pareceu mesmo um filme, não só por todo o caricato episódio mas principalmente por toda uma encenação que se seguiu. Na minha pequena análise em modo de trilogia cinematográfica que amanhã inicia, não pretendo atirar mais achas para a fogueira. Afinal de contas, basta olharem à volta para perceberem que não é preciso: os Trofenses, independentemente das suas idades ou opções políticas estão revoltados com o que se passou e fizeram ouvir a sua voz. Os próprios partidos aos quais estas jotas pertencem bem como os seus candidatos às próximas autárquicas devem ter ficado de cabeça perdida com esta façanha deplorável. Se houve alguém que acendeu a fogueira, acho que sabemos todos muito bem quem são os incendiários desta história.

Não dá para queimar algo que já ardeu. Mas podemos tentar perceber quem foram os pirómanos. Na minha opinião, entendo que nenhuma das partes nos forneceu todos os elementos da mesma forma que existem alguns detalhes que podem ter passado despercebidos a todos aqueles que debateram este tema apenas pelo prisma da acção em si. Contudo existem dois comunicados e duas peças da comunicação social local que nos podem providenciar algumas pistas sobre alguma informação em falta.

Não se trata de uma “caça às bruxas”. Isso deixo para anónimos-ovelha que habitam os blogs da JS e da JSD e que fazem o trabalho sujo pelo qual os cobardes do costume não têm coragem de dar a cara. Ou para os palhaços que andam a destruir carros e a criar contas falsas no Facebook para atacar quem os “incomoda” porque, tal como os seus desprezíveis criadores, são demasiadamente cobardes e ignorantes para dar a cara pelo que pensam. Tudo escumalha, reles, nojenta e medíocre. É que eu tenciono viver nesta terra toda a minha vida e alguns destes senhores acabarão, invariavelmente, por “mandar” no nosso concelho. E é bom que eles saibam que com este comportamento, não terão a vida facilitada que alguns dos seus antecessores tiveram para brincar com os Trofenses. Parafraseando José Luís Peixoto “…a minha força de vontade é enorme. Tenho 28 anos (no caso dele eram 38 mas tive que adaptar), conto estar por cá durante bastante tempo. Tenho ainda muito para fazer. Habituem-se. Não tenho medo.”

Um especial obrigado a todos aqueles que se revoltam de forma objectiva contra este tipo de comportamentos e que fizeram ouvir a sua voz nos últimos dias. Esta consciência colectiva sem medo do poder instalado fortalece-nos! A noção que vai germinando, um pouco por todo o lado, de que o cidadão comum pode e deve ter uma palavra a dizer na política e nos assuntos da sua sociedade deixou de ser uma “teimosia” para se tornar numa realidade cada vez mais presente nessa “arma” que são as redes sociais. Agora mais do que nunca, os políticos começam a perceber objectivamente que são eles quem nos deve temer e não o contrário. Podemos não conseguir mudar grande coisa durante o nosso tempo de vida mas temos a obrigação de pelo menos tentar criar bases para que os nossos filhos possam um dia viver num país melhor, mais responsável, onde a transparência, o respeito e a dignidade humana se sobreponham à opacidade, ao clientelismo e à lei do mais forte. E para isso não nos podemos limitar a assistir, impávidos. É fundamental desmontar os esquemas que perpetuam a imagem imaculada daqueles que são mais vezes o foco do problema do que o foco da solução. Não tenham medo. Nós somos os 99%.

Advertisements
This entry was posted in O embuste and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Deixa aqui o teu comentário...

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s