Com ou sem banhos, ajude a APELA a ajudar!

APELA

Agora que o número de banhos nas redes sociais começa a perder fulgor, regresso a um dos temas que marcou a actualidade nas últimas semanas. E digo “banhos” porque existem dois tipos completamente distintos: o original banho gelado, cujo intuito foi desde sempre a sensibilização da sociedade para a problemática da Esclerose Lateral Amiotrófica, comummente designada por ELA, e a variante “banho público” que foi uma moda propagada pelas redes sociais como tantas outras coisas o são. Neste momento a moda são as fotografias de infância. Em breve também esta fórmula estará esgotada e uma nova a substituirá.

Focando agora no essencial, a ELA é uma doença que, apesar de ainda não ter um impacto tão abrangente como outras doenças, afecta alguns dos nossos conterrâneos. Uma dessas pessoas é a Ana Célia Silva, pessoa que apesar de não conhecer é familiar e amiga de pessoas que me são muito próximas e queridas o que faz com que me toque de forma particular. E desde ai tenho tentado perceber um pouco mais sobre esta doença neuro-degenerativa e ainda sem cura.

Na Trofa, fruto da abertura e coragem do casal Ana Célia Silva e José Carlos Nunes, que abriram um pouco do seu mundo de forma a sensibilizar a comunidade para este problema, notou-se um forte apoio para as iniciativas que foram acontecendo neste âmbito, nomeadamente aquela que aconteceu no estádio do CD Trofense no passado dia 7 de Setembro e que juntou cerca de 700 pessoas. Mas agora que a febre do banho passou, não se esqueçam que o problema continua a existir e a precisar da vossa ajuda. E os recursos da APELA são muito limitados.

Faço aqui o meu mea culpa e confesso que não tomei nenhum banho de gelo. Pessoalmente, prefiro a versão do Rui Unas, mais pragmática e que impede que determinados aproveitamentos, nomeadamente políticos (que já se verificaram), possam sobrepor-se à causa nobre que a prática inicialmente encerrava. Até porque, com ou sem banho, o importante é ajudar!

Quem quiser saber um pouco mais sobre o trabalho da APELA – Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica – IPSS que desenvolve um intenso e imenso trabalho na procura de soluções para fazer face a este problema, pode aceder ao seu site, onde para além de informação sobre a sua actividade e iniciativas, poderá também informar-se sobre como ajudar. É que os baldes de água podem já não estar na moda mas o problema continua a existir e precisa da sua ajuda. Não perca tempo! A Apela e as mais de 500 “Anas Célias” deste país precisam de si 🙂

Advertisements
This entry was posted in Solidariedade and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Deixa aqui o teu comentário...

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s