Dívidas de Gaveta: uma história de especulação, mentira e manipulação eleitoral

Gavetão

(Na foto: funcionária pública posa com parte do conteúdo dos gavetões da CMT)

Quando a equipa de Bernardino Vasconcelos foi substituída pela de Joana Lima no executivo camarário, descobriu-se uma enorme gaveta de dívidas não contabilizadas e outras trapalhices que caracterizam bem a catástrofe da governação social-democrata que colocou o nosso concelho entre os mais endividados do país, algo que hoje nos obriga, entre outras coisas, a ter impostos municipais no máximo, caso da factura da água/saneamento que todos os meses recebemos em casa. É por estas e por outras que ADORO ouvir os opinion makers desta terra a falar sobre José Sócrates a cada texto que escrevem, ainda que o seu silêncio para com o amigo Bernardino seja uma constante. Mas os teóricos ao serviço dos diferentes regimes são mesmo assim, independência é a última coisa que podemos esperar deles.

Prossigamos: seguiu-se uma auditoria levada a cabo por uma instituição reconhecida, a Deloitte, que apurou uma dívida total a rondar os 66 milhões de euros. Estes valores foram sucessivamente contestados por altas figuras do PSD, em artigos de opinião ou Assembleias Municipais, sempre com uma particularidade: não há registo que algum deles tenha apresentado factos incontornáveis e objectivos que contrariem os resultados da auditoria, muito menos que expliquem a gestão danosa do primeiro executivo camarário do concelho da Trofa e a sua peculiar gaveta de onde, a determinada altura, pareciam nascer facturas que aparentemente ninguém sabia explicar e que continuam, muitas delas, sem explicação.

Posto isto, recuemos dois meses atrás. Na Assembleia Municipal ocorrida no início de Maio, as contas da autarquia estiveram em destaque. O PS, pela voz de Pedro Ortiga, relembrou o esforço feito pelo anterior executivo na redução de despesas herdadas dos seus antecessores, que se traduz em números que, até à data, e tal como a auditoria da Deloitte, não foram ainda refutados de forma objectiva pela direita trofense. Ouvem-se umas bocas e uns chavões, mas argumentos a sério nem vê-los. Nesse sentido, Pedro Ortiga aproveitou para deixar reparos ao actual executivo devido às acusações de existir também um “gavetão” socialista, resultante da acção do executivo socialista, utilizado como arma de arremesso nas recentes autárquicas. Pedro Ortiga pediu provas que, convenhamos, até à data ainda não foram tornadas públicas. Se é que existem.

Em resposta ao representante socialista, o vice-presidente António Azevedo lançou a acusação: “o PS engana-se muito nos números”. Procurou refutar os argumentos de Pedro Ortiga afirmando, entre outras coisas, que o superavit anunciado pelos socialistas não correspondia à verdade e que, ao invés disso, terá havido um aumento de 342 mil euros na dívida do município. Mas António Azevedo foi mais longe e afirmou mesmo que vai “denunciar aquilo que estava mal e publicitar a denúncia”. Confesso que estou expectante para finalmente conhecer a esperada refutação. Já é tempo de se deixarem de ditos por não ditos.

Sérgio Humberto veio reforçar a ideia de necessidade de desmontar a retórica socialista do milagre económico, acusando o anterior executivo de ter levado a cabo iniciativas mediáticas, como a Super Especial ou a Semana da Juventude, cuja factura ficou para o seu executivo pagar. No contraditório, Marco Ferreira acusou o executivo de ter dificuldade em ler e lidar com os números e insistiu no superavit, que terá sido na ordem dos 800 mil euros. O líder do PS Trofa concluiu com uma acusão endereçada a António Azevedo: “Ou agiu de má fé ou é um profundo desconhecedor dos números e isso é grave para quem tem as funções que tem”.

Retóricas políticas à parte, fiquei ainda mais interessado neste tema. A verdade é que alguém está a mentir (ok, nada de novo, eu sei…) e todos parecem determinados em desmascarar os seus oponentes. Vai dai que, acredito eu, em breve teremos tomadas de posição e novidades frescas sobre o tema. Quem estará a mentir aos seus eleitores? Estarão todos a mentir? Terá o PSD explorado à exaustão um argumento pura e simplesmente falso? Terá o PS enganado os trofenses durante todo este tempo? A ver vamos. Que pelo menos não caia no esquecimento. E caso isso (quase) aconteça, suspeito que haverá por ai um blog que não deixará isso acontecer…

Advertisements
This entry was posted in Buraco Financeiro and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixa aqui o teu comentário...

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s