Prioridades informativas

AM

No passado dia 2 de Junho, o Jornal de Notícias celebrou o seu 126º aniversário. Para assinalar a data, a autarquia trofense decidiu endereçar os seus melhores votos ao jornal nortenho, através da publicação de uma nota de parabéns, que ocupou uma página do referido periódico. Até aqui tudo bem. Até porque, e não conhecendo eu os contornos do acordo que a tal terá levado, vou assumir que o jornal disponibilizou a página para que a CMT pudesse endereçar-lhe os seus votos.

Claro que, caso esta inutilidade tenha efectivamente sido paga pela autarquia, estaremos perante um acto de má despesa pública. Segundo os valores a que tive acesso, a utilização de uma página inteira do JN, para fins publicitários, custa algo entre as módicas quantias de 13.470€ e 14.620€. E estamos a falar de valores base, sem IVA ou sobretaxas relativas a especificações que me parecem não ser enquadráveis.

Apesar da manifesta falta de informação que pauta esta opinião, tenho sérias dúvidas de que a página tenha sido disponibilizada gratuitamente. E ainda que os valores não tenham sido os de tabela, gastar 500€ que sejam do erário público para dar os parabéns a um jornal parece-me algo sem pés nem cabeça. Principalmente quando decidido por membros activos e aparentemente alinhados com os partidos no governo, aqueles que constantemente nos acusam de termos vivido acima das nossas possibilidades. Será que alguém se esqueceu da situação em que Bernardino “Sócrates” Vasconcelos nos deixou?

De qualquer forma, parece que o vice-presidente da CMT, António Azevedo, afirmou na última AM que não terá havido qualquer custo associado a esta questão. Assim sendo, irei então solicitar à autarquia algo que ateste as palavras do prof. Azevedo, de forma a esclarecer o assunto. A bem da transparência.

Tudo isto me leva ao seguinte: este executivo deu-se ao trabalho, pago ou não, de colocar uma nota de parabéns na edição de aniversário do JN. Não havendo custos, não existe aqui grande problema, apesar da inutilidade do acto em si. Contudo, não vejo igual vontade no que toca a publicar os editais das AM’s na comunicação social local, informação verdadeiramente útil para os trofenses. Será que desejar os parabéns ao JN é mais importante do que divulgar informação de verdadeira utilidade para a nossa população? Vale a pena pensar nisto.

E por falar em coisas sobre as quais vale a pena pensar, imaginem só o que seria se, em vez do actual executivo, fosse o executivo liderado por Joana Lima a colocar o tal anúncio no JN. Com toda a propaganda eleitoralista que determinadas figuras da direita trofense fizeram sobre supostas ligações entre a anterior autarca e o jornal em causa, penso que nos depararíamos com nova tentativa de crucificação da antiga líder do PS. Para além disso é sempre divertido perceber o nível de coerência de alguns boys e girls deste concelho.

Advertisements
This entry was posted in Assembleia Municipal, Trofa and tagged , , . Bookmark the permalink.

5 Responses to Prioridades informativas

  1. Anonymous says:

    ?

  2. Anonymous says:

    Sera isto para pagar as entrevistas consecutivas que o nosso presidente deu ao jn?

    • João Mendes says:

      Sabemos que é prática comum que tais situações aconteçam no mundo da política. Borlas que se saldam mais à frente num “acerto” aqui ou acolá.

      Mas a questão do amigo anónimo não foi de todo inocente. Alguma coisa que queira acrescentar?

  3. Joaquim Azevedo says:

    Foi por esta questão que a presidente da AM me retirou a palavra, digo eu. De qualquer modo questionei na AM sobre este assunto ao qual o vice presidente , reafirmou que foi gratuito, até aqui tudo estaria bem se, numa reunião de Câmara o presidente Sérgio Humberto não tivesse dito que não sabia o custo nem quem mandou colocar isso no Jornal. dai eu ter perguntado se foram os funcionários da Câmara ou pessoas do exterior. Eu acho que há excesso de zelo por parte da presidente da AM, em relação ao tempo aberto ao público , ou está distraída e só deixa os políticos da Coligação PSD/CDS, dizerem o que lhes vai na alma e já agora aproveito para desabafar um pouco dizendo o que sinto: seria bom que o porta voz do PSD, trouxesse a lição de casa melhor estudada e que os membros do executivo fossem mais concisos e transparentes nas suas respostas.

    • João Mendes says:

      Olá Joaquim,

      Antes demais desculpa a demora neste feedback.

      Esta história ainda terá que ser melhor esclarecida. Poderei estar enganado mas não estou a ver o JN oferecer uma página, que também é de publicidade, à CMT. Não faz sentido. Os donos angolanos do JN não estão propriamente preocupados connosco.

      Quanto à aparente dualidade de critérios da presidente da AM, não irei dizer nada pelo simples facto de que não tenho ido às AM’s, em larga medida porque só sei das mesmas no dia ou no dia seguinte. Os políticos são muito bons a publicar propaganda mas a informar os municipes destas coisas é mais complicado. São muito muito fracos nesse aspecto. E noutros claro.

      Finalmente, o que quis dizer quando referiu que a porta-voz do PSD não traz a lição estudada? No tempo do Dr. Barbosa isso não acontecia!

      Abraço

Deixa aqui o teu comentário...

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s