O regresso da CDU aos órgãos autárquicos do concelho da Trofa

Apesar de uma campanha que pecou por falta de alguma comunicação “mainstream”, o CDU Trofa, à imagem daquilo que aconteceu um pouco por todo o país, viu o seu eleitorado crescer substancialmente nas recentes eleições Autárquicas. Foi, inclusive, o único partido que viu crescer o seu eleitorado sendo que a sua votação foi superior à do BE e do MIT juntos. Estes factores fazem da CDU Trofa um dos vencedores da noite de 29 de Setembro.

Este crescimento não se ficou apenas pelo número de votos. A CDU conseguiu também eleger um representante na Assembleia Municipal, algo que não se verificou no anterior ciclo autárquico. Paulo Queirós Cruz passará então a representar os comunistas trofenses durante os próximos 4 anos na reunião “magna” da autarquia, tendo conseguido um total de 1191 votos, mais até do que o número de votos obtidos pela candidata Conceição Silva na corrida à Câmara Municipal da Trofa.

Depois de 4 anos de total domínio do “bloco central” trofense na Assembleia Municipal, o regresso de um representante da CDU a este órgão será lufada de ar fresco num debate centrado na eterna dicotomia PS vs PSD. Será o regresso de uma visão de esquerda que o PS há muito se tornou incapaz de representar. E, a julgar pelo perfil do eleito, “universalmente” reconhecido na Trofa, estou certo que a qualidade do debate aumentará substancialmente.

Serão muito os factores que poderão ser apontados a este crescimento, com a revolta popular contra os partidos “pró-Troika” à cabeça. Pessoalmente, entendo que o trabalho de proximidade e a luta pela defesa dos interesses da Trofa foram premiados neste acto eleitoral. A CDU foi um dos partidos mais activos na defesa do metro até ao nosso concelho, algo que ficou bem patente pelas visitas à Trofa e subsequentes intervenções na Assembleia da República do antigo (e já saudoso) deputado Honório Novo. É que ao contrário de outros partidos que garantiam ter o processo resolvido, o PCP, sem falsas promessas, envolveu-se e lutou ao nosso lado, algo que teve o seu auge na Assembleia da República através do Projecto de Resolução 290/12, elaborado no sentido de recomendar ao governo a integração da Trofa na segunda fase da rede da Metro do Porto, projecto esse que foi aprovado com as abstenções do PSD e CDS-PP.

Que a representação da CDU na Assembleia Municipal seja sinónimo de luta positiva pelos interessese comuns da população da Trofa. O pluralismo, esse, sairá com certeza a ganhar!

Advertisements
This entry was posted in Autárquicas 2013 and tagged , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to O regresso da CDU aos órgãos autárquicos do concelho da Trofa

  1. Acho que ficamos todos a ganhar com a eleição do Paulo Queirós Cruz! A mim também me parece que a CDU tem graves problemas de comunicação mas em compensação são de uma seriedade quase exemplar. Parabéns e boa sorte ao Paulo.

  2. João Mendes says:

    Concordo contigo Vasco, na minha opinião a CDU poderia apostar mais e melhor na forma como comunica. E as redes sociais ainda são de borla 🙂

    De resto não conheço o Paulo Queirós Cruz pessoalmente mas as referências são as melhores!!!

Deixa aqui o teu comentário...

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s